TIMO TOLKKI: GUITARRISTA ACUSADO DE PLÁGIO?

quinta-feira, março 28, 2013
A poucos dias Timo Tolkki lançou o  projeto “Timo Tolkki’s Avalon”, em parceria com Elize Ryd, do Amaranthe, com a musica “Enshrined In My Memory”, como já foi publicado aqui no blog. Recentemente uma pessoa acusou Timo por copiar a música ou parte dela nesse projeto, como mostra esse print da postagem no grupo Lacuna Coil no Rio.


A música que foi citada pelo denunciante de plágio é um fã da banda Fire’ Line. No vídeo que foi publicado no YouTube em 13/01/2013, a música se chama "FireLine", e foi executada no Rock Cordel 2013, no Teatro José de Alencar, em Fortaleza, CE.

Segundo o denunciante, tanto a intro, a parte instrumental e até os vocais foram copiados por Timo. Até agora tanto a banda Fire' Line, quanto Timo não se pronunciaram sobre o ocorrido, talvez pelo fato de tudo ser muito recente, mas é provável que nos próximos dias algum dos dois lados deva dizer algo a respeito, nos resta apenas esperar para ver o desfecho desse possível mal entendido ou um caso real de plágio.
Confira você mesmo as duas músicas e tire suas próprias conclusões:

Fire’ Line – Fireline

Rock Cordel 2013 - 13/01/13 - Local: Teatro José de Alencar - Fortaleza – CE



Timo Tolkki's Avalon - Enshrined In My Memory (Official video)



Lembrando que segundo as leis de direitos autorais, quem cometer o plágio, poderá ser punido:

"LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.
[...]
Título VII - Capítulo II:
Art. 102. O titular cuja obra seja fraudulentamente reproduzida, divulgada ou de qualquer forma utilizada, poderá requerer a apreensão dos exemplares reproduzidos ou a suspensão da divulgação, sem prejuízo da indenização cabível.
Art. 103. Quem editar obra literária, artística ou científica, sem autorização do titular, perderá para este os exemplares que se apreenderem e pagar-lhe-á o preço dos que tiver vendido.

Parágrafo único. Não se conhecendo o número de exemplares que constituem a edição fraudulenta, pagará o transgressor o valor de três mil exemplares, além dos apreendidos.

Art. 104. Quem vender, expuser a venda, ocultar, adquirir, distribuir, tiver em depósito ou utilizar obra ou fonograma reproduzidos com fraude, com a finalidade de vender, obter ganho, vantagem, proveito, lucro direto ou indireto, para si ou para outrem, será solidariamente responsável com o contrafator, nos termos dos artigos precedentes, respondendo como contrafatores o importador e o distribuidor em caso de reprodução no exterior.

Art. 105. A transmissão e a retransmissão, por qualquer meio ou processo, e a comunicação ao público de obras artísticas, literárias e científicas, de interpretações e de fonogramas, realizadas mediante violação aos direitos de seus titulares, deverão ser imediatamente suspensas ou interrompidas pela autoridade judicial competente, sem prejuízo da multa diária pelo descumprimento e das demais indenizações cabíveis, independentemente das sanções penais aplicáveis; caso se comprove que o infrator é reincidente na violação aos direitos dos titulares de direitos de autor e conexos, o valor da multa poderá ser aumentado até o dobro.

Opinião do autor: Eu particularmente ouvi os dois vídeos e na minha concepção existe sim uma semelhança entre as obras. Como fã de Timo Tolkki e de toda sua carreira, creio que o mesmo não tenha capacidade para cometer tal ato, basta rever tudo que já foi criado por ele em suas ex-bandas, mas como visto nos dois vídeos existe sim a semelhança, e se formos levar a lei ao pé da letra, isso terá de ser revisto pela produção do projeto de Timo e cia.

Autor: Diego Silva

COMPARTILHE!

Site dedicado ao Stratovarius

Relacionados

Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »